quinta-feira, 15 de julho de 2010

Lupin III, O Castelo de Cagliostro (Rupan Sansei: Kariosutoro no Shiro, 1979)


Diretor: Hayao Miyazaki
Roteiro: Hayao Miyazaki, Haruya Yamazaki
Vozes: Yamada Yasuo, Ishida Taro, Masuyama Eiko, Shimamoto Sumi


Confesso que não sou muito fã de animes, acho que pela simples falta de costume de assitir, pois é muito mais fácil se achar desenhos ocidentais que orientais, é uma pena, pois a cada anime que assisto, vejo que são filmes riquíssimos e muito interessantes. Então contrariando tudo e todos pretendo assistir, pelo menos, os filmes do mestre Hayao Miyazaki, por favor, quem conhecer outros diretores e animes deixem aqui no comentário, para que eu possa cada vez mais conhecer esses filmes!

Vamos à história: o filme conta mais um caso do ladrão Lupin III, um famoso ladrão que muito me arremeteu a Robin Hood e James Bond. Ele e seu fiel amigo, Jigen, descobrem que todo o dinheiro que acabam de roubar de um cassino é falso, então resolvem partir em busca do falsificador do dinheiro e acabam descobrindo mais que uma simples falsificação de notas. Eles descobrem que o dinheiro vem de um distante e pequeno país, Cagliostro. No caminho, eles encontram uma noiva em fuga, sendo seguida por capangas de alguém muito poderoso, Lupin Prontamente vai em proteção à indefesa noiva em fuga, Clarice. Ela acaba sendo pega pelos caras e levada para o castelo e trancada na torre, onde somente o duque, seu noivo e de quem ela estava fugindo, pode entrar.
Ela não quer casar com o duque pois ele pretende unir a linhagem das duas famílias e se tornar um homem muito poderoso, pois Clarice tem em sua posse o anel "mágico" que muito interessa ao conde. Lupin acaba deixando em segundo plano todo o esquema do dinheiro falso e tenta de qualquer jeito libertar e ajudar Clarice e para isso ele usa todos seus artifícios e disfarces, sendo ele dono de uma habilidade única de se safar de enrascadas.

Lupin tem em seu calcanhar Zenigata, o inspetor da Interpol, que está doido para prendê-lo desde muito tempo, acaba que os dois se unem para enfrentar o conde, que não só falsifica dinheiro do Japão como é o maior falsificador do mundo, tendo no subsolo do castelo várias máquinas e milhares de notas falsificadas (que logo logo Lupin vai dar um fim nelas). Outra pessoa que se une à Lupin é Fujiko, uma bela ladra, conhecida de Lupin desde outros roubos, uma mulher camaleônica que ostenta sempre armas para efetivar seus objetivos.
Talvez o único ponto negativo do filme seja que Lupin sempre se dá bem, às vezes força uma barra, mas não é nada que estrague o filme, acaba lembrando um pouco Indiana Jones. Já os pontos positivos são vários, a cena da estrada quando eles ajudam Clarice que está fugindo dos capangas do conde é considerada clássica e uma das melhores cenas do filme. O personagem de Lupin é interessante, pois ele é muito esperto e perspicaz, está sempre com um novo disfarce para se livrar de todas as armações que ele entra.
Quanto ao diretor não tem nem muito o que se falar, é simplesmente um dos melhores e mais famosos de todo o mundo em relação a animação japonesa. É o criador de mundo fantásticos como A viagem de Chihiro, Princesa Mononoke, O castelo animado e do mais novo Ponyo - uma amizade que veio do mar. Princesa Mononoke foi durante muitos anos o filme de maior bilheteria do Japão, perdendo somente o título com a estréia de Titanic. Em 2003 ganhou o Oscar de Animação e o Urso de Ouro do Festival de Berlim por Viagem de Chihiro (impressionantemente fantástico) e em 2005 recebeu outra indicação ao Oscar de Animação pelo Castelo Animado, mais um sucesso de bilheteria de sua carreira.

Não deixem de conferir!

12 comentários:

Saulo S. disse...

Tenho que ser um pouco sincero e dizer que não sou muito fã de anime não, nem dei muita atenção a pelo menos esses que são mais famosos, só A viagem de Chiriro que tenho vontade de ver! Mas AMO animação, vamos postar mais!
Anima Mundi ta vindo ae!

\o/

Rodrigo Mendes disse...

Poxa!
Eu acho o Miyazaki genial!

E, vou confessar aqui:
♥ a sua OBRA!

Pronto falei, rs!

Abs,
Rodrigo

Alan Raspante disse...

Sabe, preciso ver mais animações, ando bem escasso neste contexto, principalmente quando se trata deste diretor que você citou!
Ótima resenha!
ps: adicionei teu blog em minha lista de parceiros!
cinemapublico.blogspot.com

cleber eldridge disse...

Vitor, eu desconheço por completo. Nunca tinha ouvido falar.

Cristiano Contreiras disse...

Oi, moço

Ando necessitado a conferir mais animes...gostei do teu texto e traga mais desses exemplos pra cá!

Tem um belo anime que sempre recomendo: ELFEN LIED.

este é meu favorito!

Um abraço

ps: voce nao me segue, ainda?

até, apareça!

vitor silos disse...

Rodrigo: a obra dele é fantástica mesmo, so conheço esse e Chihiro (que é um dos filmes que mais gosto). Estou com o Castelo Animado aqui em casa, verei e postarei aqui no blog qualquer dia desses.

Alan: obrigado, te adicionei aqui no volver também!

Cleber: é um ótimo diretor e seus filmes são muito bons, procure que você não vai se arrepender.

Cristiano: valeu pela dica, vou procurar, preciso de mais dicas sobre animes, se tiver mais pode mandar! Estou te seguindo!

Cristiano Contreiras disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Hugo disse...

Vitor, valeu pela visita ao blog, já linkei seu endereço lá.

Sempre que puder passarei por aqui.

Abraço

Léo Castelo Branco disse...

Animes são bonitos fisicamente, mas as histórias
e narrações não fazem a minha cabeça.

Belo blog, hein? Vo add.

Entra no meu:
www.estranhocinema.blogcpot.com

abrs

Elton Telles disse...

Hayao Miyazaki é um mestre das animações. Sensacional! É a Pixar do Oriente rs. Esse filme dele eu não conhecia nem de nome, mas já está anotado aqui.

Tem disponível nas locadoras?


abraço, Vitor!

Thiago disse...

Mais um que nunca tinha ouvido falar, haha xD valeu pelos comentários lá no blog, abraço \o

Sandro Azevedo disse...

Olá!
Isso mesmo, trabalho com pós produção em cinema.
Bacana seu blog! Gostei! Sempre que der vou dar uma passadinha por aqui =D

abração!