quarta-feira, 21 de julho de 2010

Lunar (Moon, 2009)


Diretor: Duncan Jones
Roteiro: Nathan Parker, baseado em história de Duncan Jones
Elenco: Sam Rockwell, Kevin Spacey, Dominique McElligott, Adrienne Shaw, Kaya Scodelario

De vez em quando aparece um diretor que na sua estréia em longa-metragem mostra a que veio, como exemplo: Richard Kelly com Donnie Darko, Neill Blomkamp com Distrito 9 e agora Duncan Jones com Lunar. Se ele irá decepcionar em seus projetos futuros (vide Richard Kelly e seu Southland Tales) não se sabe, mas que ele fez um ótimo filme é verdade.
Sam Bell (Sam Rockwell) é um astronauta que está morando na Lua há quase três anos em uma base da Lunar Industries, empresa responsável pela maior fonte de energia no futuro da Terra. Sua função é coletar e enviar para a Terra o produto minerado na Lua em cápsulas, que vêm para nosso planeta em um pequeno jato. Seu contrato é de três anos e já está perto do fim, ele está ansioso pois deixou esposa e uma filha pequena na Terra, que mandam regularmente mensagens gravadas via satélite, ele está impossibiltado de se comunicar diretamente com as pessoas pois a antena que capta os vídeos ao vivo está quebrada.
O filme mostra seu dia a dia sozinho, somente com a companhia do robô Gerty (voz de Kevin Spacey), uma espécie de babá faz tudo, desde controlar sua alimentação até cortar seu cabelo.
Porém, como dizem, cabeça vazia é moradia para o capeta, ele começa a ficar alucinado e ter visões, uma dessas visões, uma pessoa em pleno solo lunar em quando ele faz a vistoria de um dos coletores do produto que é mandado para a Terra, o deixa muito atordoado e faz ele sofrer um acidente.


Logo em seguida ele acorda na enfermaria da base e ao sair da maca ele se depara com algo que irá mudar completamente o filme, ele se depara com ele mesmo, um clone. À partir daí é que o filme ganha mais e mais fôlego, pois eles descobrem que fazem parte de um projeto de clones que de três em três anos é substituído por um novo, sem assim nunca voltar para a Terra.
A história é surpreendente, o roteiro é genial e aos poucos as coisas vão se encaixando como em um quebra-cabeças. Acho que estamos diante de um futuro clássico.
Para os desavisados, não se trata de uma ficção científica estilo Michael Bay, não temos cenas de ação, muito pelo contrário. O filme é todo centrado no dia a dia monótono de um astronauta e depois no suspense quase filosófico dos clones.
O filme ganhou o prêmio de revelação no Bafta de 2009 e alguns outros prêmios em várias premiações mundo afora. E uma pequena observação: Duncan Jones é filho de David Bowie.

10 comentários:

Saulo S. disse...

Gostei do filme, tem umas cenas meio confusas em relação aos clones, mas o roteiro é bem desenvolvido! E o Sam Rockwell está ótimo, acho que é a melhor interpretação dele!
Bem recomendado a quem gosta de um filme melancólico, não necessariamente triste!

Alan Raspante disse...

Ainda não conferi, mas quero muito, há algum tempo que venho lendo coisas boas sobre este filme.

Sandro Azevedo disse...

humm.. me pareceu interessante! Quero asssistir. Só não gostei de saber da surpresa dos clones antes de ver o filme =(
Mas tudo bem! haha

Abração!
blog24fps.blogspot.com

vitor silos disse...

Sandro foi mal, mas não é tão surpresa não, bom pelo menos eu já tinha lido em outros lugares sobre a história dos clones, até porque no começo do filme já dá pra perceber que tem algo desse tipo no filme. Mas de qualquer jeito desculpa cara, mesmo assim assista porque o filme é muito bom!
Bom, o texto acima contém spoiler!rs

Cristiano Contreiras disse...

Louco pra conferir este!

Eu acho o Sam um ótimo ator, deveria ser mais requisitado!

Parabéns pelo post! abraço

cleber eldridge disse...

Não gostei, na verdade não que eu não tenha gostado, mas só o bom desempenho do Rockwell não é suficiente para manter o filme bom!

Thiago Paulo disse...

Já assisti, no começo estranhei, mas o filme é muito bom. Sou fã de ficção científica, e esse filme entra pra lista dos melhores do gênero. Sam rcokwell está muito bem!

Até

Rodrigo Mendes disse...

Deveria ser aquela canção do Bowie: 'Space Oddity'.

Mas é bom. Lançado diretamente em vídeo. Não entendo!

Abs,
Rodrigo

Elton Telles disse...

Esse tá na lista, só aguardando chegar a sua vez. O trailer e o poster foi dos melhores da temporada passada. E gosto muito do Sam Rockwell, ator notável.


abs! o/

Cristiano Contreiras disse...

Saulo e Vitor, voces tem MSN? Gostaria do contato de cada um de vocês, por favor. Mandem um email: cristiano.contreiras@gmail.com

Aguardo!